sábado, 21 de novembro de 2015

Sobre a falta de atendimento humanizado na Odontologia

Atualmente, a maioria dos problemas bucais são causados por pura negligência por parte dos pacientes quanto à uma higienização adequada ou por falta de informação. Mesmo com todo o acesso à internet, jornais e programas de televisão, muitas pessoas ainda são carentes de conhecimento sobre a própria saúde, tanto bucal quanto sistêmica.
Infelizmente, uma parcela da culpa sobre esse fato também recai sobre os próprios profissionais de saúde, que muitas vezes deixam de fornecer  as informações necessárias e específicas para cada paciente. Após certo tempo, o trabalho se torna automático, vira rotina, e a tendência de um médico ou dentista é acabar se concentrando apenas no problema físico que o paciente apresenta. Quem nunca foi a um médico com uma garganta inflamada ou uma gripe mais forte e, sendo mal examinado saiu com uma receita de antibiótico, antiinflamatório e analgésico? Ou foi a um dentista que mal explicou como seria feito o procedimento ou o por quê ele foi realizado? Ou não teve suas dúvidas respondidas de forma sucinta e esclarecedora?
Os profissionais da saúde devem ter em mente que cada pessoa é uma pessoa, que cada paciente é um ser humano diferente, que sinais e sintomas físicos podem até se manifestar de formas semelhantes em muitos casos, mas o psicológico, o "pensar", varia para cada pessoa.
Não há muito tempo atrás, a definição do termo "saúde" implicava em ausência de doenças. Pode-se observar que era um conceito muito limitado e obtuso, levando apenas a condição física do paciente. Hoje em dia, essa definição mudou: Saúde é o bem estar físico, emocional e psicológico do ser humano, o qual deve ser tratado e respeitado como um todo, como um ser complexo tal como o é.







Um comentário:

Flá Costa * disse...

Esse ano eu tive minha saúde afetada de diversas maneiras e tive que recorrer aos mais diversos profissionais de saúde. O mais incrível é que eu era surpreendida quando... era tratada bem! Fico em choque com o tamanho descaso dos profissionais da "saúde" que não ficam cinco minutos com você na sala, não olham nos seus olhos e demonstram um tédio predominante a cada minuto que você relata seus problemas.
Estou decepcionada com tudo isso e espero muito que mude. Se médico não se importa com paciente, meu Deus, pra que virar médico?