quarta-feira, 20 de maio de 2015

Vamos ser Livres

             


             Namoro há 3 anos e meio e estou cansada de ouvir as seguintes frases:
 
             - Nossa, vocês namoram há tanto tempo e ainda não moram juntos?
             - Quando vocês vão casar?
             - Ele não dorme na sua casa? Aff, que chato
             - Ele sabe que você foi na festa sem ele? (O contrário também é verdadeiro)
             - Você deixou ele ir sozinho pra tal lugar? Que louca você...
           
             As pessoas tem uma mania de achar que só porque a gente namora temos que viver grudados, feito gêmeos siameses. Esquecem que cada um é um e que cada um tem a sua personalidade.
             Desde o começo do nosso namoro, eu e meu namorado sempre prezamos muito pela nossa individualidade. Eu gosto de sair com as minhas amigas e ele gosta de sair com os amigos dele. Gosto de ir pra um bar, jogar conversa fora e dar boas risadas. Ele curte um churrasco regado a muita cerveja e papo cabeça. Pô, coisa mais chata é você querer sair, espairecer e o seu parceiro não "deixar".
             Primeiro que ninguém aqui não tem que "deixar" nada. Se eu quero sair pra algum lugar eu simplesmente saio. O mesmo vale pra ele. Lógico que tudo tem limites. Não vou chegar e avisar que tô indo pra uma balada. Aí já acho que é forçar a barra. Mas gente, por favor, não é porque você namora que você deixa de existir como um ser humano único e passa a co-habitar com um outro ser.
             Não nego que o que influencia muito é a segurança que você sente com o seu parceiro. Pra mim, quem muito desconfia e quem muito implica tem culpa no cartório. A gente tem que ter consciência que não somos nem propriedade e nem proprietário de ninguém; Que você é um ser livre, e seu parceiro também, e que a graça disso tudo é ele escolher ficar com você todos os dias, pois você vale a pena, entendeu? Não vamos ser as loucas (e loucos) de querer obrigar alguém a ficar do nosso lado pra suprir uma carência emocional, vamos ser livres!
           

Nenhum comentário: